Encomendas de ceia são aposta da panificação para um Natal bem servido

Bom para o cliente e para o faturamento das padarias, as ceias de Natal se tornam opção para cada vez mais famílias.

Chester, peru, salpicão, rabanadas e panettones. Não tem outra, junto com a proximidade das festas de fim de ano vem também a preocupação com a ceia. Quem vai fazer o quê? Em que momento será possível cozinhar? E se ficar ruim? Foi combinando o desejo de comodidade dos clientes e a expertise das padarias em preparar produtos saborosos que esses locais se tornaram referência na produção das cobiçadas ceias de fim de ano. A nova tradição rende também um acréscimo de faturamento para os empresários da panificação na melhor época do ano para o varejo: o Natal.

“As ceias são um investimento que vem se mostrando cada vez mais sustentável no setor de panificação. A prática de encomendar comida já se tornou um costume no dia a dia dos brasileiros. Para as ceias de Natal não é diferente, e isso se reflete na alta dos pedidos nas padarias este final do ano. Nós, do setor, não temos receio em acreditar: é uma tendência que perdura”, avalia José Batista de Oliveira, presidente da Associação Brasileira da Indústria de Panificação e Confeitaria (ABIP). De fato, as encomendas têm sido muitas vezes a opção preferida dos consumidores no dia a dia, levando os estabelecimentos a aderirem ao modelo de serviço.

Um exemplo é a Cinco Estrelas Casa de Pães, em Brasília (DF), onde a preparação para a mesa farta de Natal está a todo vapor. Os principais produtos são o peru – média anual de 33 pedidos para o dia 24 de dezembro –, o chester – 52 pedidos – e o salpicão – 115 encomendas. Isso sem falar nas rabanadas recheadas, que saem em mais de 350 pedidos para a festa. “Temos muitos clientes de ceia aqui na Cinco Estrelas. Clientes novos e aqueles que voltam todo final de ano, porque já conhecem e confiam no nosso trabalho. O Natal é nossa melhor venda e maior meta de faturamento, por isso, todo ano o cardápio aumenta”, conta Samyra Bomtempo Natalicio, diretora da padaria.

Para dar conta do aumento das demandas de fim de ano, a Cinco Estrelas investe na contratação de temporários e na qualidade do serviço. “A encomenda traz duas ótimas vantagens: o cliente não tem que gastar seu tempo e esforço para preparar a própria ceia, ou seja, comodidade; e ainda pode contar com uma combinação de sabores diferenciada, deliciosa. Não é difícil se convencer que encomendar ceia na padaria é, muitas vezes, a melhor opção”, garante Samyra. Os preços dos produtos na padaria variam das econômicas farofas, na média de R$ 40 o kilo, passando pelas tortas natalinas tradicionais, em média de R$ 90 com um 1 kg, até os clássicos perus recheados que custam cerca de R$ 210 a unidade de até 3 kg.

Além das diversas opções de entrada, pratos principais e sobremesas da ceia, cada padaria tem buscado inovar e aprimorar o cardápio com novidades atrativas para a ocasião. Na Cinco Estrelas, a novidade de 2019 é a chamada Deliciosa Sobremesa Banoffe: “é uma receita de torta inglesa, feita de banana, creme e caramelo em uma base de pastelaria. Aqui, em especial, damos ainda um toque de canela. Não tem como não se apaixonar”, conta Samyra.

COMUNICAÇÃO
PARA SUA PADARIA

ACESSE NOSSAS REDES

RECEBA NOSSAS NOVIDADES!

INSTITUIÇÕES

CLIPPING DA PANIFICAÇÃO E CONFEITARIA